terça-feira, 23 de março de 2010

MOÍDO TAMBÉM HOMENAGEIA JOÃO CARLOS BELTRÃO


O projeto MOÍDO que acontece no Bronx Bar nas quartas feiras, acontece excepcionalmente nesta quinta, dia 25 de março, logo após o lançamento do V Comunicurtas. A idéia é trazermos o público do Festival para conhecer o nosso projeto, além de engrossar o coro de homenagem ao fotógrafo João Carlos Beltrão. Estaremos exibindo apenas um curta “Beba da Saudade” de Fernando Castor e Joyce Hauschield, que tem onze minutos de duração, foi produzido em 1997 e traz o nome de João Carlos na fotografia. O Moinho de Cinema da Paraíba tem o prazer de convidar a todos a comparecerem a mais um evento de cinema que se firma no calendário de Campina Grande.

segunda-feira, 22 de março de 2010

domingo, 21 de março de 2010

MOSTRA DO FILME LIVRE 2010


O CineclubeLGBT exibe curtas e longas-metragens nacionais e internacionais seguida de uma festa comandada pelo DJ Great Guy.

Antes de uma pessoa ser gay, lésbica, bissexual ou transexual ela é um ser humano. Da mesma forma, uma obra audiovisual antes de levar um dos rótulos acima, ela é um filme, vídeo ou algo que o valha.


Então, sempre é um dilema fazer programas específicos com esta temática, pois corre-se o risco de colocar os filmes e vídeos em guetos da mesma forma que a sociedade exclui e descrimina tudo o que é diferente para ela.


Ao mesmo tempo, unindo vários trabalhos com uma temática destas, podemos analisar como estão sendo tratados as personagens gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros pelas antigas e atuais gerações. Pois se viemos de um passado onde estas personagens muitas vezes não passavam de pura chacota ou eram representadas como algo negativo, temos uma nova geração de cineastas e videastas que tratam a questão com muita dignidade e pluralidade.


Outro fator positivo é a quantidade, pois nunca se produziu tantas obras com esta temática no Brasil. Se num passado recente nos ressentíamos da pouca produtividade nesta área, agora estamos vivendo um boom neste sentido, graças também ao fácil acesso à tecnologia digital, o que democratizou muito a produção audiovisual.


Assim, traremos vários curtas e longas, produzidos em vídeo e em película, a grande maioria Brasil. Os programas serão, à medida do possível, compostos tematicamente de acordo com as sugestões abaixo.


Enfim, esperamos que o CineclubeLGBT, além de provocar discussões, estimule a produção de mais e mais trabalhos discutindo esta delicada questão.



Quando:
26-03-2010 às 21:00h (Sexta-feira)
Local:
Cine Odeon BR
Duração:
60 minutos

Filmes:
http://www.mostradofilmelivre.com/10/agenda.php?c=445

sexta-feira, 19 de março de 2010

V COMUNICURTAS SERÁ LANÇADO DIA 25 NO SESC

O lançamento do Comunicurtas 2010 será no próximo dia 25 no Cine Teatro do SESC Centro.

O Festival Audiovisual de Campina Grande, mais uma vez, vai premiar os melhores curtas metragens produzidos no país. Para a quinta edição do evento, a expectativa é que mais de 200 filmes participem da mostra. O Festival, que tem um histórico de, a cada ano, homenagear um realizador paraibano, em 2010 elegeu João Carlos Beltrão, diretor de fotografia de vários curtas produzidos pelo país, como homenageado.

Uma realização do Departamento de Comunicação Social da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB, juntamente com a Medonho Produções e o Moinho de Cinema da Paraíba, este ano o festival inclui mais categorias de premiação na mostra de Telejornalismo, as de Melhor Edição, Melhor Imagem e Melhor Cinegrafista.

O V Comunicurtas – Festival do Audiovisual da Paraíba acontecerá na última semana de agosto, entre os dias 23e 27, onde teremos as mostras Tropeiros de curtas paraibanos, Brasil de curtas nacionais, os filmes convidados, a mostra de Telejornalismo, de Publicidade e Propaganda e Estalo de curtas paraibanos com apenas um minuto de duração, além de debates, oficinas e mesas redondas.

As inscrições estarão abertas a partir do lançamento do festival. Estima-se que, este ano, o número de filmes inscritos supere a edição anterior, já que vem crescendo gradativamente desde a sua criação em 2006, consolidando o festival e o colocando entre os mais importantes do Nordeste. Vamos lá, gente, botar pra moer e inscrever seus filmes.

Em paralelo ao festival, o Moinho de Cinema da Paraíba promove o 2º Fórum de realizadores audiovisuais da Paraíba, onde acontece debates sobre a realização do cinema independente no estado.

Logo após a cerimônia de lançamento do V Comunicurtas, acontece excepcionalmente na quinta feira, no Bronx Bar a segunda noite de Moído de 2010.

quinta-feira, 18 de março de 2010

MOINHO DE CINEMA DA PARAÍBA NÃO PÁRA!

O mais recente trabalho do jovem cineasta André da Costa Pinto, uma produção do Moinho de Cinema da Paraíba, o curta À minha amiga: um breverelato sobre nós, começa a ganhar as telas nacionais.

O Doc que teve seu lançamento na última edição do projeto Moído, no dia 10 do corrente, no Bronx Bar, está na seleção da Mostra Competitiva Nacional do 3º Iguacine – Festival de Cinema da Cidade de Nova Iguaçu/RJ.

O Festival acontece de 15 a 21 de abril e conta com a participação de curtas e longas de todo Brasil.

À minha amiga: um breve relato sobre nós é um documentário experimental, com 10 minutos de duração, que mostra a história de Dona Carminha e Dona Inacinha, amigas há mais de 60 anos, elas dividiram alegrias, tristezas, confidências, carnavais e “São Joãos”.

Devido às casualidades da vida, uma delas foi acometida por um AVC que comprometeu seus movimentos e sua fala, levando-a a enxergar o mundo de outra forma.

A música, que a vida toda esteve presente entre as duas, tornou-se um forte elo para a amizade, trazendo recordações que podem surpreender.

http://www.youtube.com/watch?v=8y_-NSrUXpg

sexta-feira, 5 de março de 2010

PELO SEGUNDO ANO CONSECUTIVO O MOINHO DE CINEMA DA PARAÍBA TEM FILME SELECIONADO EM FESTIVAL CARIOCA – Maria de Kalú de Carlos Mosca e Ronaldo Nerys.


A “IX Mostra do Filme Llivre - MFL 2010” que acontecerá no Rio de Janeiro de 23 de março a 8 de abril de 2010, em 40 dias, recebeu um montante de 515 filmes inscritos. A curadoria formada por Chico Serra, Guiwhi Santos, Juliano Gomes, Poliana Paiva e Raphael Fonseca, assistiu a filmes de vários estados brasileiros, assim distribuídos: Inscrições por estado - 156 filmes do Rio de Janeiro, 122 de São Paulo, 64 de Minas Gerais, 31 da Bahia, 28 do Paraná, 19 do Rio Grande do Sul, 16 de Santa Catarina, 12 da Paraíba, 11 do Ceará, 10 de Goiás, 9 do Espírito Santo, 7 de Pernambuco, 7 de Alagoas, 6 do Acre, 4 do Distrito Federal, 3 de Matogrosso, 3 de Sergipe, 2 do Amazonas, 1 do Maranhão e 1 do Matogrosso do Sul. O filme mais antigo inscrito foi de 1974 e 62 títulos foram realizados com apoio estatal. Foram inscritos 28 longas.
Dos doze filmes inscritos pelo estado da Paraíba, quatro foram selecionados: “ÉliaOff” de Cecília Retamoza, Mariah Benaglia e Suellen Brito; “Maria de Kalú” de Carlos Mosca e Ronaldo Nerys; “Nóia” de Erik Medeiros e “O Plano do Cachorro” de Arthur Lins e Ely Marques. Desses, dois são de Campina Grande: “Maria de kalú” e “Nóia”. No ano passado, foram selecionados “As bonecas de Davi” e “Metanóia” de Ronaldo Nerys.
A MFL 2010 foi confirmada como um dos projetos patrocinados pelo Centro Cultural Banco do Brasil no Rio. Como sempre, filmes de todas as épocas, gêneros, durações e feitos em qualquer formato puderam participar. Outra característica ímpar da MFL é a valorização de filmes feitos por conta própria, filmes independentes, livres, do Estado. Nos últimos anos as inscrições de filmes livres tem sido de 90% do total, sendo que eles concorrem aos principais prêmios e aos trofèus " Filme Livre"!
Considerada a mostra mais democrática do Brasil, pelo pioneirismo (desde 2002) em aceitar todos os tipos de filmes e pela programação que mescla, na mesma sessão, filmes de diferentes formatos e gêneros, a MFL 2010 promete ser sensacional, exibindo centenas de filmes de todo o Brasil, numa grande vitrine do filme independente!
O mote de todos os curadores é selecionar filmes que tenham uma linguagem original, que fujam do habitual em sua narrativa e estética. Às sessões competitivas e informativas somam-se às sessões especiais, como a SEXUADA, INFANTIL, CURTA O CURTA, PÍLULAS e MUNDO LIVRE, esta última com filmes feitos por brasileiros no exterior ou por estrangeiros no Brasil. Os filmes destas sessões especiais não precisam ser necessariamente livres no sentido falado acima, mas com certeza tem qualidade para fazerem parte da MFL.
Outra característica ímpar da MFL é a valorização, com prêmiação específica, para filmes realizados sem apoio estatal, filmes livres de verbas públicas, e também o fato de filmes de todas as épocas poderem participar e concorrer como se fossem novinhos em folha. Nenhum outro evento audiovisual brasileiro faz assim.
E de novo a MFL vai sair do CCBB em sessões e eventos supimpas, a saber: Circuito ASCINE - Diversos cineclubes do estado do Rio realizam sessões da MFL. Em breve a relação completa dos participantes e seus endereços. NOITE LIVRE - A festa da MFL, que já lotou o Parque Lage e o Cine Íris, promete agitar a cidade calamitosa, ops, maravilhosa. Cineclube LGBT - Noite de gala no odeon, com filmes livres impróprios para menores, seguida de festa, claro. Feijoada ABDeC-RJ - Sessão seguida de feijoada da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metragistas. Sessão Cérbero - Sessão performática com filmes inéditos realizados pelo coletivo "cérbero", do Rio de Janeiro.